X

Como podemos ajudar
seu consultório ou clínica?

Sim Não
Sim Não
Sim Não
Sim Não
Sim Não
Sim Não
Sim Não
Sim Não
Sim Não
Sim Não
X

Como podemos ajudar
seu consultório ou clínica?

Sim Não
Sim Não
Sim Não
Sim Não
Sim Não
Sim Não
Sim Não
X

Como podemos ajudar
seu consultório ou clínica?

Sim Não
Sim Não
Sim Não
Sim Não
Sim Não
Sim Não
Sim Não
SEVEN Consultoria | Marketing | Software

blog seven

8 dicas essenciais para criar um manual de boas práticas dentro de uma clínica

Marketing | 07 de ago, 2018

O manual de boas práticas de uma clínica tem como objetivo padronizar procedimentos e orientar profissionais quanto as condições que devem ser observadas no cumprimento de suas tarefas. Ao elaborar o manual, deve-se atender as leis contidas na Legislação Federal, Estadual ou Municipal vigentes, assim como a legislação existente na área de atuação sobre a elaboração de manuais de boas práticas.

Veja informações que devem constar nos manuais de boas práticas para clínicas médicas:

8 dicas essenciais para criar um manual de boas práticas dentro de uma clínica

1. Identificação da empresa

Para começar, apresente informações de registro e localização da empresa: razão social, endereço, nome fantasia.

2. Recursos humanos

Descrição de regras que devem ser atendidas pelos profissionais da clínica em sua rotina de trabalho. Que cuidados com a higiene devem tomar, quais roupas adequadas para o ambiente de trabalho, escolaridade mínima e especializações exigidas por função.

3. Descrição das atividades desenvolvidas

Neste item devem constar as atividades praticadas na clínica.

4. Descrição da área física

É uma descrição específica e detalhada do ambiente clínico. Deve constar informações como: quantas salas a clínica tem e qual o tamanho de cada uma, tipo de ventilação, tipo de iluminação, detalhes de construção (material utilizado, sistema de esgoto), entre outros detalhamentos da estrutura física da clínica.

5. Descrição dos equipamentos, materiais e utensílios utilizados no processo

Deve constar no manual uma lista com todos os aparelhos e equipamentos utilizados na clínica pelos profissionais no desenvolvimento de suas atividades.

6. Descrição dos procedimentos de higienização, desinfecção e esterilização

Deve ser informado qual o material utilizado e a forma como é realizada a limpeza do ambiente de trabalho, bem como dos materiais, instrumentos e aparelhos usados nos processos realizados na clínica. Nos métodos de esterelização deve-se apresentar comprovante de eficiência dos processos químico e biológico.

7. Plano de gerenciamento de resíduos de serviços de saúde

Descrição dos procedimentos de geração, separação, acondicionamento, armazenamento, transporte e destinação final de resíduos de serviços de saúde, de acordo com resoluções do Conselho Nacional do Meio ambiente e da Agência Nacional de Vigilância sanitária.

8. Radiações ionizantes

As seguintes informações devem constar no manual de boas práticas da clínica:

  • Procedimentos utilizados durante a utilização do RX-O;
  • Tipo do filme utilizado;
  • Produtos usados na revelação;
  • Equipamento de proteção individual;
  • Tipo de revestimentos das portas e da parede;
  • Manutenção periódica do aparelho de RX utilizado.

Quando a clínica não fizer uso de algum dos itens citados, deve constar uma declaração no manual explicando todas as informações não descritas. No item sete, quando a destinação final dos resíduos de serviços de saúde for feita por empresa terceirizada, é preciso anexar também a cópia do contrato, assim como a Licença ambiental de Operação que é emitida pela FATMA.

O que você achou dessas dicas? Tem alguma dúvida sobre como criar um manual de boas práticas dentro de uma clínica? Compartilhe com a gente!